parallax background

O Império das Formigas  – Faça o que você gosta

O Baú de Memórias
5 de May de 2014
O Jardim
7 de May de 2014

Tenho certeza que já desejou que o dia tivesse 48h ou que não precisasse dormir para dar conta de tudo que tem para fazer, certo? Eu pelo menos sim e me pego desejando isso inúmeras vezes.

 
P or mais organizados que sejamos ou planejemos as tarefas, sempre achamos que o dia não foi suficiente para realizar tudo o que programamos e ainda existem aqueles dias fatídicos em que nada sai como o planejado. E isso, claro, causa frustração, aquela sensação de não ter cumprido a missão. E isso acontece porque queremos abraçar o mundo e fazer tudo de uma vez só, pois sempre temos a impressão de estarmos perdendo tempo.

Esta impressão se dá, porque vivemos atribulados, executando tarefas no piloto automático, sem ao menos pensar no que se está fazendo ou porque estamos fazendo. Já parou para pensar porque está correndo? Qual diferença que aquela tarefa ou os minutos ganhos irão realmente te beneficiar durante o dia?

Muitas vezes não paramos para refletir sobre estas questões simples, mas que são essenciais para entender se tudo o que você faz durante o dia, converge para o seu propósito de vida. Simplesmente vamos fazendo, apressados, aos tropeços, engolindo o café e a comida, sempre atrasados para o próximo compromisso. Você precisa mesmo de tantos compromissos? O quanto também trabalhar até tarde ou nos finais de semana está sendo efetivo? E não estou dizendo que não seja, mas que é preciso de vez quando, parar e pensar sobre o que se está fazendo, pois acabamos marionetes do sistema, do coletivo inconsciente que nos guia como uma manda de bois, como se não tivéssemos vontade própria e não pudéssemos tomar as rédeas de nosso destino.

Mas a boa notícia é que podemos!

Sei que existem as coisas que precisamos fazer, que são aquelas essenciais para que possamos nos manter em frente e pagando nossas contas, mas também temos aquelas que são as que queremos fazer. E meu conselho é: NÃO AS DEIXE DE LADO, pois elas são tão importantes quanto as que você precisa fazer. Na verdade, se o que quer é algo que te move, te dá brilho nos olhos, é tão importante que é algo que também precisa. Eu por exemplo, não saberia viver sem escrever. Eu preciso disso, pois sem escrever meus olhos não brilham, me sinto apagado e não tenho energia para realizar as coisas que preciso fazer. Então escrever para mim é uma necessidade tão importante quanto às outras.

Então, mesmo que seja meia hora ou alguns minutos, dedique ao menos um pedacinho do seu dia as coisas que gosta de fazer. Isso gera micro satisfações e ajuda a seguir em frente. Ajuda a não perde o brilho, a não apagar a chama da vida dentro de você. E passo por passo, mesmo que pareça que não está avançando, saiba sim, você está.

Afinal as formigas constroem seus impérios assim.


 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *